* meu livro de receitas *

Macarrão da Olga February 18, 2010

Filed under: histórias, pensamentos & memórias,massas — gabivuolo @ 10:24 pm
Tags: , , ,

Essa receita nasceu totalmente sem querer. Nasceu de beringelas assadas na brasa de uma churrasqueira numa tarde de carnaval e das rodelas de abobrinha que iam ser feitas sem nenhuma graça, assim… meio que só pra acompanhar a picanha. Mas junta um tomate picado aqui, um pouco de mussarela de búfala ali, azeite, azeite, azeite, bota uma chapa na churrasqueia e deixa na mão de quem adora fazer qualquer coisa que ‘põe no pão e come’… Voilá uma combinação incrível. E daí pra pensar que a mistura podia virar um belo molho de macarrão foi um pulinho…

Eu voltei do carnaval morrendo de vontade de testar a invenção numa massa mesmo – e assim foi que se criou o jantar da terça-feira gorda.

Abobrinhas, tomates, a beringela assando no forno, mussarela de búfala, vinho gelando… ‘Vou lavar as taças transparentes, não tem graça tomar vinho rosê na taça escura!’. Espatifo uma taça de cristal na mão. Desnecessário dizer que os caquinhos foram parar na beringela que aguardava sua vez de ir pra frigideira [e que a gente só descobriu isso quando mordeu umas partes mais crocantes do molho]. Bem que papai sempre me disse para não mexer na pia enquanto se cozinha…

Mas fato é que, com cristal ou sem cristal, a combinação ficou mesmo incrível na massa. E quando a receita já estava quase se chamando Spaghetti Carnavale, eis que surge a Dona Olga. Quer dizer… surge não é exatamente a palavra.

Eu não consigo lembrar direito como e porque essa história apareceu no meio do jantar, mas acabou que foi tão ‘engraçada’  que virou o nome do macarrão. A história [se o vinho não atrapalhar a minha memória] era de uma senhorinha em delírio, que no leito de morte chamava pela irmã há dias. Detalhe: a irmã já tinha morrido há algum tempo, ou seja, a senhorinha já tava mesmo vendo o além. Certo dia, a velhinha teve que ser deixada sob os cuidados dos netos, bisnetos, sobrinhos… não me lembro muito bem o parentesco. Só sei que um deles era o chef de plantão da terça de carnaval, que deitou na cama ao lado da senhorinha, enquanto ela insistia:

– Oooooolga… Oooooolga…

– A Olga não tá aqui!

A cabeça pendeu pro lado, caindo… E a resposta:

– Como não, se você tá deitado no colo dela?

Medo, medo, medo. Caí na gargalhada – aquelas minhas gargalhadas de nervoso…
Ok, Dona Olga, você venceu. O macarrão leva o seu nome. Mas eu prefiro continuar sem te conhecer, combinado?

~~~

– 1 abobrinha italiana cortada em rodelas finas e depois em pedaços menores
– 1 beringela
– 2 tomates sem pele cortados em cubinhos
– 4 bolas grandes de mussarela de búfala cortada em cubinhos (mas você vai usar só 3 bolas e 1/2… a outra metade é pra beliscar enquanto o macarrão não fica pronto)
– 250g de macarrão (as massas compridas combinam melhor)
– azeite, sal e parmesão ralado

[nós sentimos falta de ervas pra dar um toque final… talvez manjericão, orégano. Mas também ficou bom sem.]

* Enrole a beringela no papel alumínio e leve ao forno (200ºC) por cerca de 1h30. Tire o miolo já assado, corte em pedaços e reserve. Corte a abobrinha, os tomates e a mussarela de búfala e reserve também.

* Enquanto o macarrão cozinha, esquente uma frigideira grande com 2 segundos de azeite em fio.

* Frite a abobrinha até ficar dourada e acrescente um pouquinho mais de azeite.

* Junte os tomates e refogue. Mais azeite e mexa delicadamente. Acrescente a beringela e tempere com sal. Mais azeite, mexendo sempre.

* Por último, junte a mussarela de búfala até derreter e mexa bem. Junte o manjericão e sirva imediatamente, com parmesão ralado.

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s